terça-feira, novembro 18, 2008

"Setores" ao moche!

É verdade, este país de professores anda maluco. Não são avaliados há 30 anos e metem-se na rua a reclamar. Bem o que supostamente reclamam é o método de avaliação, se é bom ou mau não sei mas cheira-me que estes não querem é ser avaliados. É isto, os médicos que têm profissão de risco são avaliados e não andam por ai a mandar vir, os funcionários das Câmaras também o são e idem aspas aspas.
O que me faz confusão é, não há dinheiro para ser avaliado enquanto professor...mas há dinheiro para gastar em autocarros para vir a Lisboa protestar. O que deviam era tirar os professores que já estão reformados e andam a dar aulas em escolas privadas. Ah, e levanto a questão porque será que os professores do privado não estão nos protestos?!

sábado, julho 26, 2008

Gajos via sms

Amigo1: Ve da para emprestares um conta ptwwifi, é que tenho umas horas valentes para queimar?!
Amigo2: Sim tenho, mas a do sapo adsl que tens na Madeira dá.
Amigo1: Pois eu sei mas as minhas contas não tão a dar :/
Amigo2: Ok aqui vai os acessos user: ***** pass: *****, mas não abuses do tráfego!
Amigo1: Pá ver sites conta tráfego?
Amigo2: Pá ya acho que sim, mas confere quando entrares. A *****(namorada) manda cumprimentos
Amigo1: Ok ja vejo... Beijo no carrolo dela ;P
Amigo2: É um beijo na minha piça não vai?!
Amigo1: Na diz nada sobre o "tráfico" ...;/ Nã mas tu chupares-me o cu é que era ;)
Amigo2: Vai à área de clientes com os acessos...Oh filho da puta calma ctg. Então e passas-te as cadeiras?
Amigo1: Tráfego: 0.038 Limite 2Gb...Pá 3 certas, um certezinha que passo e faltam-me saber 3:/
Amigo2: Ya certo. Mas não abuses do tráfego.
Amigo1: Obr, mas controlo...mas é so para ver sites leves!
Amigo2: Ok mas só com sites de soft porn!
Amigo1: Fds na consigo bater com fotos a preto e branco ;(
Amigo2: Referia-me a softcore derm, vai a bunnyteens.com...imagino se vivesses nos anos 60 morrias pá!
Amigo1: Pois morria com um "big bag"...Pá sou nabo em portn ;(...eu é mais horta
Amigo2: Tão vai cavar o pepino e ver se os tomates tão inchados!
Amigo1: Axas...impossible, estes "moços" tão bem desenvolvidos para o meu patamar...tomates de pobre ;/
Amigo2: Lol, tão se és pobre ve fotos a preto e branco...ao menos esgalhas!
Amigo1: Not for me!
Amigo2: Pá caguei para ti!
Amigo1: ;))


Bem os nomes permaneceram anónimos, mas isto prova que a amizade é ingénua e que o homem afinal consegue assimilar mais de 2 conversas ao mesmo tempo! Enjoy, novasp promiscuidades em breve

quinta-feira, junho 26, 2008

Arraial Pride

Bem pelos vistos o Arraial Pride está de volta. É um festival que nos dias de hoje me confunde muito.

Passo a explicar porquê - nos anos 70 era até aceitável porque a homossexualidade ou qualquer tipo de opção sexual não hetero era considerado uma calamidade e/ou um pecado perante o povo, e o povo sendo ignorante concordo com um 'Parade' ou algo género. E os chamados LGBT (Lésbico, Gay, Bissexuais e Transgénero) manifestavam-se por serem vistos como diferentes. Bem se a mentalidade do povo hetero evoluiu para que a homossexualidade fosse aceite, também acho que o povo LGBT poderia evoluir aceitarem o facto que todos somos iguais enquanto Homens sejamos heteros, lésbicos, gays, pretos, brancos, amarelos, etc. Se estamos no século XXI e somos um povo civilizado não vejo o porquê desta manifestação. Se houvesse um Arraial Pride feito por heteros e aberto a todo o povo aposto que os LGBT não apareceriam.

Bem mas nem tudo é mau no Arraial Pride, até dou os parabéns pelo facto de este ano também no cartaz incluírem os Hetero afinal evoluíram um pouco - e ainda pretendem divulgar os movimentos anti-racismo ou de homofobia, etc. Mas no fundo este Arraial convence-me que é para se mostrarem.

Há quem possa ser céptico com a minha opinião dizer 'Há nós não podemos casar se formos gays? Ou ter um identidade própria se formos transgénero?'. Bem quanto ao casar até concordo, mas estando num país em que a lei do matrimónio se rege com fundamento no catolicismo nada se pode fazer. Quanto à identidade própria de um transgénero, já é mais complicado cada um nasceu como é e no meu ver deve ter a identidade que na qual nasceu.

Acho deprimente sinceramente, se somos iguais aos LGBT estes não são mais que eu e eu não sou mais que eles.

Mas para os que querem ir ou talvez são apoiantes ou mesmo LGBT aqui vai o link: 12º Arrail Pride

P.S. Não sou homofóbico, racista, anti-semitista ou algo do género. Apenas é uma opinião enquanto humano civilizado e evoluido.

domingo, junho 15, 2008

Um país que se acomoda!

Caros promiscuos,

hoje venho aqui fazer um post de intuito genérico do nosso país. Para já venho por este meio estar desiludido em geral com o nosso país, sobretudo com o governo nos últimos meses tem sido um descalabro - é greve de professores, camionistas e agricultores. Para não falar da palhaçada que foi hoje o jogo, será este o meu principal foco que irá representar por assim dizer uma metáfora ao nosso país.

Vejamos que isto foi uma derrota de tripla culpa. Em primeiro um árbitro que vem de meios políticos (para mim o chamado lobbie), rigoroso na marcação de faltas, mas deixa passar impune um penalti a nosso favor e um golo mal anulado. Em segundo o senhor Scolari, acho muito bem que se mexa na equipa mas que se tenha visão táctica e leitura de jogo nisto o Scolari é medíocre - como é que se tira o Miguel Veloso que apesar de não ter jogado grande coisa tinha o Meireles que parecia um fantasma, e ainda se deixar o Quaresma e o Nani a jogar com os seus individualismos (ai está a terceira culpa). Podiamos perfeitamente ter o João Moutinho a jogar no início da 2ª Parte e meter logo o Simão Sabrosa, e explico porquê ele e não o Ronaldo, isto porque o Ronaldo padece de qualidade extrema e iria ter logo 3 adversários a marcar ficando assim praticamente anulada a sua possibilidade de performance, o Sabrosa é um jogadar rápido, bom drible e técnica, e visão de jogo poderia fazer a diferença nas alas. Acho que isto demonstra toda a realidade de selecção e do nosso pais, adormecemos quando tudo parece estar bem, e menosprezamos os inferiores. Exemplo fantástico é a Turquia que se superiorizou e sempre acreditou, um grande aplauso para esta selecção.

Mas das experiências nem tudo é mau, serviu para aprendermos. E se a história rezar como em 2004, o vencedor apenas foi derrotado por uma equipa que não se qualificou para os quartos-de-final, a ver vamos se lá conseguimos manter a estatística e a história.

Até à próxima

segunda-feira, maio 26, 2008

Coimbra tem mais enquanto na hora da despedida!

Bem já faz quase 1 mês que tive em Coimbra. Uma cidade de contrastes, encanta e desencanta, deixa saudades e repulsa, é bonita e feia, riqueza e pobreza, loucura e calmaria - tudo nesta cidade tem o seu propósito. Fui com o intuito da Queima das Fitas 2008. Primeiro impacto foi rever a cidade 14 anos depois, continua com os mesmos cheiros, pessoas e quotidiano.

Mas, o que me surpreende é o respeito pelos estudantes. A vida na cidade anda em torno da estudantada. Com o começo da Queima, a cidade move-se em torno deste evento, no Cartola e arredores é só classe jovem. Os jarros de cerveja já começam a rolar às 11h da manhã. O povo vai-se concentrando, o primeiro dia começa com uma jantarada (com 12 cervejas de penalti) e depois vamos à Serenata, de seguida passa-se na Associação (reservado a estudantes, mediante apresentação de cartão) para molhar as gargantas e dar um dedo de conversa. Perto das 01:30 vamos para o outro lado do Mondego, para o Queimódromo. Música, álcool, luz, movimento e muita acção. Bem cedo começam as sirenes, o INEM mexe-se quem nem louco para socorrer às comas alcoólicas dos caloiros. É um frenesim que dura até de manhã. Assim faz-se uma noite de Queima. Incrível é o respeito dos mais velhos e polícia, pelos jovens. Ninguém grita com estes, ninguém os julga, ninguém os chateia. Diria antes que é um certo, Anarquismo camuflado. Liberdade incondicional e oferecida.

Esta cidade é de loucos e sãos, é culta e inculta. Fiquei com saudades de lá voltar, porque tal como a cidade eu sou criado por contrastes. Para gente sem estes, esta cidade não serve!

sábado, abril 26, 2008

25 de Abril, uma revolução ou um (r)evolução?!

25 de Abril de 1974, a Revolação dos Cravos, o dia da Liberdade Portuguesa do Estado Novo. Volvidos estes anos, em 2008 festeja-se o 34º aniversário desta Revolução que deu liberdade de expressão a todos os portugueses.

Não sou filho de Abril, sou pró-revolução, sou pró-CEE e sinto-me completamente Europeu. Um país que se orgulha sempre do passado, e vive única e apenas de memória. Concordo com o que o ilustre Presidente Cavaco Silva citou hoje na Assembleia, 'sinto-me envergonhado com a ignorância da juventude'. Sim eu também como jovem, fico triste ao ver que muitos jovens não sabem o porquê, o como, e os protagonistas desta revolução. Acho que deveria haver mais educação cívica nesta temática e para que no futuro o 25 de Abril não caia em esquecimento.

Mas a minha revolta vem por outros motivos. Como pode um país festejar tão vivamente este dia e torná-lo em mais um meio de marketing governamental enganoso. Protagonistas de cariz burocrático, aproveitaram-se da revolução para crescer seja economicamente, politicamente ou mesmo burocraticamente. Como pode um país falar em evolução se tem graves problemas de consciência política e a riqueza do povo parece querer voltar aos tempos do Estado Novo, onde tudo é caro, a procura maior que a oferta. Que é feito dos Álvaros Cunhal, dos Franciscos Sá Carneiro deste país - os políticos que estão ainda entre nós vangloriam-se dos seus actos no 25 de Abril, mas não se preocupam com o presente nem com o futuro, apenas preocupam-se com o pró-activismo dos que viveram a revolução. Onde está o sentido de acarinhar os jovens que são o futuro deste país? Dar mais oportunidades, fomentar o empreendedorismo, o sentido crítico e político. Isto choca-me, sinto-me 100% Português e 200% Europeu. Porquê?! Pensam que sou menos patriota! Não simplesmente não vejo futuro num país cheio de lobbies, mentiras e cataclismos.

VIVA O 25 DE ABRIL, VIVA PORTUGAL! REFLICTAM SOBRE ISTO.

sábado, março 29, 2008

A riqueza desmesurada do novo 5º pecado mortal!

Epá pessoal bem cá estou eu de volta, já com algumas ideias novas para dar continuidade a esta promiscuidade de factos e coincidências. De facto ou será coincidência, faz hoje um ano exactamente que coloquei o meu último post. Bem volto em força!

Para dar um novo recomeço a esta etapa vou falar ou talvez digamos por assim dizer 'lavar a roupa suja'. Bem o Vaticano tem vindo ao longo dos últimos meses a decretar uma panóplia de novos pecados mortais. Há uns que até concordo do ponto de vista ético, sendo eu um agnóstico.

Bento XVI decretou, que a riqueza desmesurada seria o novo 5º pecado mortal, dessa forma todo o crente que possui-se riqueza desmesurada mesmo sendo esta com algum propósito - seja ele para investimento medicinal, tecnológico (so on, so on) esse mesmo crente estará a cometer um pecado mortal. Agora a pergunta que coloco no ar é: Será que o Vaticano, não está a criar a sua própria sepultura?! - ah e vocês respondem epá não. E eu penso assim sendo o Vaticano a entidade mais rica do mundo, a riqueza deste mesmo não será desmesurada?! Não apoiam investimentos, não ajudam na medicina - nem tão pouco ajudam as necessidades medicinais e básicas em África, e os supostos crente que morrem à fome todos os dias. Então porque julgar o 'pequeno crente', que com o suor do seu trabalho apostando num futuro melhor para si e para os seus, e que foi visionário acabando por adquirir riqueza possivelmente desmesurada estará a cometer um pecado mortal e não pode simplesmente usufruir daquilo que adquiriu com a batalha. Em conclusão preferia o antigo 5º pecado, A Soberba - ao menos os pobres podiam ser usufruidores de tal pecado.